sábado , novembro 18 2017
Home / Arrependimento / Você sabe qual é o maior arrependimento da humanidade?
love inner child burning man

Você sabe qual é o maior arrependimento da humanidade?

Você se sente dominado, preso, amarrado? Se arrasta de segunda a sexta, e percebe que aos finais de semana sua energia é escassa? Que a vida parece sem sentido? Cuidado, talvez você não esteja sendo verdadeiro consigo mesmo e ninguém irá te dizer isso, apenas o seu despertar espiritual.

A enfermeira australiana Bronnie Ware identificou ao longo de sua carreira que pacientes em seu leito de morte tinham em comum o mesmo arrependimento: não terem sido verdadeiros consigo mesmos em suas breves vidas. Estas pessoas entrevistadas disseram que passaram a vida inteira, imperceptivelmente, interpretando papéis que a sociedade e outras pessoas projetaram nelas.

Cage - Parablev
Cage – Parablev

Mentimos quando nos relacionamos por comodismo ou status, e não por amor. Nos enganamos quando estudamos para passar de ano ou para concurso, e não por estar interessado no aprendizado. Não enxergamos que nos graduamos apenas para ter um título, quando deveríamos nos aprofundar em um conhecimento. E assim também ao arrumar emprego focando apenas no salário, sem perceber que estaremos condenados a exercer uma função operacional e burocrática por toda a vida. Nos perdemos em um personagem fictício, quando deixamos de ser quem realmente somos.

Demorei para perceber que fomos doutrinados a pensar dessa maneira, assim como nossos pais que repassaram inconscientemente para nós. Obedecemos o jogo e suas regras sem hesitar, que foram muito bem estruturados através das leis, mídia e principalmente o capital. E assim vamos levando uma vida de mentiras sem perceber, cabisbaixos, projetando uma melhora sempre no futuro como se a felicidade estivesse no amanhã e não no agora. Nossa essência e liberdade passam a valer apenas nos finais de semana, férias e feriados.

dahmer
dahmer

Me lembro como se fosse ontem, do dia em que me levantei durante uma das aulas de minha pós-graduação, que cursava meramente para ser diplomado, e com isso conseguir um emprego com alto salário. Saí da sala e fui direto para a secretaria da universidade trancar minha matrícula. Sufocado sem saber o porquê, resolvi acreditar na minha intuição e fui praticamente guiado pelo meu sexto sentido para concretizar essa difícil resignação que já me sondava há anos. A renuncia daquilo que não me pertencia foi o primeiro passo para a busca da verdade. Essa loucura sensata iria se tornar posteriormente a escolha mais sábia da minha vida. Estava indo contra o sistema, o corporativismo, a sociedade, pais e amigos, para tirar sozinho uma tonelada de minhas costas simplesmente por ser íntegro e verdadeiro. Nesse dia, havia acendido uma luz aqui dentro nunca antes acesa e que até hoje me ilumina.

Naquela mesma semana do trancamento, permaneci muito meditativo, e havia começado a me questionar sobre o que realmente gostava de fazer. Minha intuição guiava para alguns caminhos, e uma delas foi para a música eletrônica. Resolvi seguir essa mensagem e me matriculei de imediato num curso de produção musical. Não me lembrava de como era bom estudar, aprender e criar, assim como vem sendo até hoje, simplesmente por fazer algo que me preenche e me faz real. Andar na estrada da verdade me trouxe novas oportunidades, como me apresentar (Kristazul) em festas, eventos e festivais de música eletrônica com música de chillout, conhecer pessoas lindas e verdadeiras que também se encontraram nessa estrada, viajar para lugares novos… um novo mundo se abriu.

“Você acha que vai dar certo?”

A partir do momento que você começa a viver de verdade e sente essa sensação de liberdade, como se estivesse de férias, a resposta é simples: já deu. A felicidade está no caminho, e não no destino. Vivenciar quem somos é libertador e traz uma sensação de paz inexplicável. Não é possível mensurar o ‘dar certo’ com bens materiais, apenas devemos sentir e curtir a pureza de estar com a verdade. A certeza estará estampada no sorriso inabalável.

Sobre Dinheiro

O dinheiro é um grande facilitador para começar a viver nossa verdade, mas não é impeditivo. De qualquer maneira, se perceber que precisa de um aporte inicial, busque alternativas. Por exemplo, alguém que aspire viajar o mundo mas não possua recursos próprios, poderia arrumar trabalho em hotéis ou albergues em troca de salário, hospedagem e alimentação. Outra pessoa que tenha em mente algum novo empreendimento, mas que não tenha recursos suficientes para abrir o novo negócio, poderia se unir a outras que estejam com o mesmo propósito de vida. Crie soluções!

comece use faca

Se for preciso sacrificar-se por algum tempo para financiar seu sonho, que seja feito de maneira lúcida e equilibrada, sem perder o foco principal que é a sua liberdade. O universo vai conspirando a nosso favor quando conversamos com ele. Perceba as sincronicidades que vão acontecendo e são elas que realmente importam.  No início é comum que não tenhamos um retorno financeiro imediato, mas a tendência é que ao descobrir e viver nossa essência, atraiamos abundância.

Inventamos uma montanha de consumo supérfluo, e é preciso jogar fora e viver comprando e jogando fora. E o que estamos gastando é tempo de vida. Porque quando eu compro algo, ou você, não compramos com dinheiro, compramos com o tempo de vida que tivemos de gastar para ter esse dinheiro. Mas com esta diferença: a única coisa que não se pode comprar é a vida. A vida se gasta. E é miserável gastar a vida para perder liberdade. – Pepe Mujica

Rafaela Ganzenmuller Yes be free Nícolas Christ Fassano Cesar Carolina Fernandes Kamila Maia

Pura Vida

A vida é breve, portanto é preciso antes de tudo nos autoconhecer para caminhar tranquilamente na estrada da verdade, e consequentemente evitar um arrependimento futuro assim como todas essas pessoas que foram entrevistadas se arrependeram. O primeiro passo é a resignação. Encerre tudo que está morto, que não faz parte de você. A primeira certeza é de saber o que não deve continuar. Em seguida, busque sua essência ouvindo a sua intuição, para que não seja mais um manequim da sociedade. Escute a voz que vem aí de dentro. Haverão dificuldades no caminho e não há como fugir disso, mas tenha certeza que você irá criar todas as soluções para fazer acontecer. Todos nós temos em comum a missão de encontrar nosso propósito na Terra, para depois compartilhar com o mundo.

Sejamos a verdade.

Diego Marques

*E você, tem alguma história parecida? Escreva para nós! 🙂

Sobre Diego Marques

Diego Marques

Formado em análise de sistemas pela Puc-Rio, trabalha há mais de dez anos na área e foi um dos principais materializadores do portal PRANAZEN.com. Hoje vem se desenvolvendo em outras atividades como produção musical (dj Kristazul), pintura em tela (Instagram: puravidda), animação gráfica, yogaterapia, artesanatos… buscando crescer a cada dia.

Veja Outros

20 atitudes que deves parar de fazer a ti mesmo imediatamente

1. Pára de desperdiçar o teu tempo com as pessoas erradas A vida é curta …

Um comentário

  1. Texto bastante impactante. Achei o máximo! Ñão há como ler e não refletir sobre a vida.
    Você está arrasando, Diego!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *